Dicas do SAAE Paraisópolis

Como reduzir seu gasto de água

O que mais gasta?

Gotejando = 1.380 litros por mês

Com abertura de 1mm = 62.640 litros por mês

Vazamentos em dispositivos embutidos de descarga são os piores porque ninguém vê.

Caixas de descarga com defeito contribuem para um grande consumo de água.

Dicas para economizar

  • Ao lavar as mãos, feche a torneira na hora de ensaboá-las;
  • Para escovar os dentes ou fazer a barba, faça o mesmo. Só volte a abrir a torneira na hora de enxaguar;
  • Tenha o mesmo costume na hora de lavar roupa e louças: mantenha a torneira fechada na hora de ensaboar.
  • Os banhos demorados consomem 37% da água de uso doméstico. Para você ter uma idéia, cinco minutos com o chuveiro aberto consomem 60 litros de água;
  • Diminua o fluxo do chuveiro e, quando estiver se ensaboando, faça-o com o chuveiro fechado.
  • Se for indispensável o uso da mangueira, utilize sempre um esguicho (tipo bico). Assim, quando você não estiver utilizando, o fluxo de água é interrompido;
  • Evite lavar as calçadas, garagens e carros várias vezes por semana, assim como irrigar os jardins;
  • Não use o jato da água para varrer o chão. Use a vassoura;
  • Na hora de lavar o automóvel, troque a mangueira pelo balde de água.

Outras Dicas

  • Quando você for viajar, desligue o registro de entrada de água, evitando qualquer desperdício durante sua ausência.
  • Não passe canalizações próximas a buracos ou instalações de esgotos porque, se ocorrer vazamentos, você poderá não perceber, além disso, a água pode ser contaminada.
  • Faça vistoria periódica para verificar se existe alguma anormalidade nas proximidades dos canos, como paredes mofadas ou molhadas, terreno molhado, piso fofo, ruído provocado pelo escapamento de água etc.

Localize vazamentos escondidos

Teste do vaso sanitário

  • Jogue um pouco de farinha dentro do vaso sanitário.
  • Se a farinha ficar parada no fundo do vaso, tudo bem.
  • Se a farinha não ficar parada, existe vazamento na válvula ou na caixa de descarga.

Teste do hidrômetro

  • Para checar se há vazamento entre o hidrômetro e a caixa de água, abra o registro do hidrômetro.
  • Feche a bóia da caixa até interromper o fluxo de água.
  • O hidrômetro deve ficar parado.
  • Se nenhum ponteiro se movimentar, não tem vazamento.

Teste de caixa de água

  • Para verificar se há vazamentos entre a caixa e as instalações internas do imóvel, feche a bóia.
  • Marque o nível da água na caixa.
  • Feche todas as torneiras e chuveiros e não use vasos sanitários durante 1 hora.
  • Passado esse tempo, medir o nível de água na caixa. Se houver alteração, há vazamento.

Teste da cisterna

  • Encha a cisterna até o fluxo de água ser interrompido e a bóia fechar.
  • O hidrômetro também tem de parar.
  • Se houver movimentação nos ponteiros, há vazamento na cisterna.

Limpeza da caixa d'água

O SAAE fornece água de qualidade, mas é preciso cuidar da caixa d'água para que ela não se contamine. Além de mantê-la sempre fechada para evitar que insetos e pequenos animais entrem em contato com a água. A limpeza da caixa deve ser feita 2 vezes por ano para evitar que os resíduos, que normalmente se formam no fundo, causem doenças como diarréia, verminoses e hepatite.

Limpeza passo a passo:

1 - Feche o registro, esvazie a caixa d´água e tampe a saída para que a sujeira não desça pelo cano. Esfregue as paredes e o fundo da caixa.

2 - Use somente pano e escova para a limpeza. Nunca use sabão, detergente esponja de aço ou outros produtos. Retire a sujeira e o restante da água com balde e panos, deixando a caixa totalmente limpa.

3 - Deixe entrar água na caixa até encher e acrescente um litro de água sanitária para cada mil litros de água. Não use essa água por duas horas. Após esse tempo esvazie novamente a caixa, esta água servirá para limpar e desinfetar os canos.

4 - Tampe a caixa para que não entrem pequenos animais ou insetos. Depois, abra a entrada de água. Agora ela já pode ser usada normalmente.

Como verificar vazamentos?

Antes de se dirigir ao SAAE para reclamar de sua conta, deve-se primeiramente verificar se não existe algum vazamento. É muito simples fazer essa verificação.

Siga passo a passo este procedimento para saber se existe algum vazamento em sua casa:

  • Antes de dormir, e depois que todos já tiverem utilizado a água, anote os números pretos e vermelhos que aparecem no hidrômetro. Não feche o registro;
  • No dia seguinte, antes de utilizar a água, devem ser anotados novamente os números.
  • Se houve alteração, pode existir vazamento ou alguém utilizou água durante a noite. Repita esse procedimento várias noites. Se a alteração sempre for significativa, é porque provavelmente há vazamento.

Locais mais comuns de vazamento:

  • Vasos sanitários
  • Tubulação entre o hidrômetro e a caixa d´água
  • Ladrão da caixa d´água
  • Torneira com água ligada diretamente da rua pode gastar até o dobro do que uma torneira ligada com água da caixa, por causa da pressão;
  • Piscina, seja de montar ou não, aumenta o consumo;
  • Se você ainda não tem caixa d´água e quer economizar, instale uma;
  • Nunca utilize o esguicho como vassoura.quando lavar o quintal ou a calçada;
  • Mantenha a torneira fechada na hora de escovar os dentes ou de se barbear;
  • Deixe a roupa acumular e lave tudo de uma vez;
  • Se não tiver como evitar de lavar seu carro, use um balde e um pano e nunca o esguicho;
  • Se notar algum vazamento, conserte-o o mais rápido possível; lembre-se que uma torneira pingando desperdiça muita água.

 

 

 

Você sabe como funciona sua rede de esgoto?

Ao lavar louças, ligar o chuveiro, dar descarga, lavar a roupa, inicia-se o processo de formação de esgotos.
O SAAE coleta o esgoto nas residências, faz o transporte dele através da rede coletora e hoje leva esse esgoto até os cursos d’água, contaminando, poluindo e prejudicando o meio ambiente, porém com este novo projeto o esgoto será coletado e levado até as estações de tratamento. Somente depois de tratado o efluente será lançado nos córregos, sem prejuízo ao meio ambiente. 

 

 

 

Como fazer uma caixa de gordura.

Caixas de Inspeção: caixa destinada a permitir a inspeção, limpeza, desobstrução, junção, mudanças de declividade, de diâmetro, de tipo de material e/ou direção das tubulações.

A água usada nos banheiros (vasos sanitários, pias, chuveiros, bidês, banheiras), nos  tanques e vinda da caixa de gordura vai para a caixa de inspeção.

Se as peças sanitárias não tiverem sifão próprio, instalar um antes de ligá-las na caixa de inspeção. Assim, você evita que os gases da rede atinjam o seu imóvel, provocando mau cheiro.

As caixas de inspeção devem ter:

Entre a caixa de gordura e a caixa de inspeção deve ser respeitada uma distância mínima de 1m, não podendo haver, em hipótese alguma, parede comum às duas caixas.

 

Caixas de gordura: caixa destinada a coletar e reter os resíduos gordurosos dos esgotos provenientes das pias, dos pisos de copas e cozinhas e das descargas de máquinas de lavar louça.

Manutenção e limpeza:

ATENÇÃO: a gordura retirada não pode ser jogada no ramal interno (tubulação, caixa de inspeção), na rede coletora de esgoto, nem na rede pluvial, para se evitarem entupimentos na rede e, conseqüentemente, retorno de esgoto no seu imóvel.

 

 

 

 

Modelo de caixa de gordura para 1 ou 2 cozinhas de base retangular:

1º Passo: Escolher um local perto da pia da cozinha e abrir um buraco de 80 cm x 60 cm x 80 cm(comprimento x largura x profundidade). 

 

2º Passo: Fazer o fundo da caixa em concreto simples, traço 1:3:3 (cimento, areia, brita) com 8 cm de altura. Levantar as paredes com tijolos deitados até 10 cm de altura. Os tijolos devem ser maciços e requeimados.

 

3º Passo: Fazer uma placa de concreto simples, com 30 cm x 37 cm  x 2 cm, que será a parede de sifão. Essa placa também pode ser de qualquer tipo de pedra, desde que tenha as mesmas medidas. A pedra ardósia é a mais usada. Assentar a placa sobre as paredes a 13cm acabados (*) da saída da caixa. 

(*) revestimento interno da caixa: massa forte (argamassa de cimento e areia,  traço 1:3).

 

4º Passo: Subir as paredes da caixa até 32 cm de altura, a partir do fundo. Assentar o tubo de 100 mm,saindo para a caixa de inspeção.

 

 

5º Passo: Subir as paredes mais 5 cm,  assentando a 37 cm do fundo da caixa o tubo de 50 mm para entrada de água utilizada na lavagem dos utensílios de cozinha.

6º Passo: Subir as paredes mais 10 cm e chumbar uma tampa de concreto ou de pedra sobre a parte menor da caixa.

 

 

7º Passo: Continuar subindo as paredes do lado maior da caixa até o nível do terreno.

 

8º Passo: Aterrar as laterais da caixa. Encaixar, no lado maior, uma tampa móvel para permitir a limpeza da caixa.

 

 

9º Passo: A caixa de gordura deve  ter seu fundo e paredes perfeitamente vedados, evitando infiltração de líquidos no solo. Visando confirmar essa vedação, depois que ela estiver pronta e seca, realize o teste de estanqueidade.